terça-feira, 25 de março de 2008

Pela liberdade da palavra

Disseram-me este fim-de-semana: "Vou sempre ao teu blogue. Mas até agora ainda não comentei. Não tive nada para comentar das coisas que escreves."

Deixou-me a pensar, a coisa. Escrevo coisas assim tão estranhas? Tão inúteis? Tão parvas? Tão arrogantes?Penso que não, na verdade. Mais tonto, pelo menos, não há. Mas são muitos aqueles que já me disseram algo semelhante. De uma forma ou de outra, muitos se abstêm de comentar, seja lá porque motivo for.

Como também eu não ando por aí a comentar blogues alheios, com apenas algumas pequenas excepções para um ou outro amigo, nunca esperei que o fizessem a mim e, por isso, nunca dediquei grande tempo a pensar no assunto.

Mas a verdade é que este é um blogue para amigos. Mais ninguém o quereria ler - e mesmo esses pouco o lêem. Não é assim tão interessante. Não teoriza sobre assuntos políticos, democráticos, culturais, económicos. Não expressa qualquer opinião ou controvérsia. São só algumas - poucas- deambulações minhas quando já passei todo o dia a escrever. Nada de especial, portanto.

Sendo assim, queria apenas dizer que, e isto aplica-se a todos, se alguma vez tiveres algo a dizer, escreve-o. Para isso estão as reclamações. 

E, quanto a ti que me puseste a pensar no assunto, caro companheiro crónico,  espero que te sintas sempre livre de pôr qualquer letra aqui. Todos os disparates são aceites, e todas as palavras são mais que benvindas. Adoro palavras. Todas. Até aleijadinho, que é a palavra de que menos gosto.

Quero as vossas palavras todas, mesmo que sejam más. Porque temos todos que aproveitar a sorte que temos em poder gritar tudo aquilo que quisermos, onde e quando quisermos.  E mais do que gritar, escrevê-lo. Deixar testemunho. Mesmo que tolo, parvo, inútil. Há muitos - milhões - que não o podem fazer, e têm que guardar essas mesmas palavras para o privado. Nós não. Podemos dizê-lo no espaço público. Não quero nenhum tipo de censura aqui. Nem mesmo auto censura. Se tens vontade de o dizer, escrevo-o. E já. 

Um comentário:

Extra Jalapenooo I want what you´re having!! disse...

YOU!!!

I WANT YOU TO JOIN THE ARMY!!!

Fonixxxxx

E para te ajudar, querido leitor não identificado pela bloguista, tens sempre bons temas aos quais recorrer mas se queres obter a atenção da "sôtôra" terás q dissertar sobre o espaço da mulher no universo masculino ou o papel feminino na esfera machista, ou sobre o femininismo exacerbado regado de exaltação histérica ou mesmo sobre a comunidade literária lésbica. Estes são os temas de interesse público deste blogue.
Mas podes sempre falar de problemas de pele tais como a dermatite atópica, psoríase, eczema, acne e asma de pele...

Bjs Bjs
Mary Poppins